Desenvolvimento

Como medir produtividade no desenvolvimento de software

Clóvis Wichoski
maio 11, 2020
produtividade no desenvolvimento de software
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Trabalhar com o desenvolvimento de software é uma tarefa complexa, mesmo para quem já têm alguma experiência na área. São inúmeras programações e códigos a serem implementados para que sites e demais aplicações executem as funções esperadas, o que consome horas em frente ao computador. Para que a rotina não se torne cansativa e pouco produtiva, é preciso criar estratégias para melhorar a produtividade no desenvolvimento de software.

Quando o profissional consegue se organizar e encontra as ferramentas certas para o dia a dia, pode absorver novas demandas e ter mais tempo para as atividades pessoais, as quais fazem diferença em relação à qualidade de vida.

Afinal, como medir a eficiência da produção e ter uma rotina mais tranquila e estruturada? É o que você confere nesse post!

Produtividade no desenvolvimento de software: como mensurar?

Quando se trata do desenvolvimento de software, composto por diversos processos, fica complicado estabelecer métricas para medir a produtividade. O motivo é que, em alguns casos, essas não passarão de números que não demonstrarão o que é realmente importante, ou seja, o sistema funcionando.

Por exemplo, ao acompanhar performances por meio de linhas criadas em determinado período, não se consideraria a qualidade da entrega, prejudicando aqueles que se dedicaram ao design e ao aproveitamento de funcionalidades.

Nesse caso, é mais assertivo acompanhar a qualidade das soluções desenvolvidas e comparar com dados históricos, que demonstram se houve otimização ou queda no desempenho. Essas informações trazem parâmetros para equipes e profissionais se questionarem sobre possíveis gargalos, possibilitando o estabelecimento das ações que devem ser realizadas para se tornarem mais produtivos.

Portanto, mensurar a produção tem muito a ver com estabelecer um conjunto de métricas que serão somadas à uma avaliação individual ou de times, de modo a tornar o processo o mais justo e eficiente possível.

 

Dicas para elevar a produtividade no desenvolvimento de software

Mensurar a produtividade no desenvolvimento de software é um processo que requer diferentes reflexões que, por sua vez, se somam às métricas. Para saber se a produção diária é satisfatória e, assim, trabalhar para otimizá-la continuamente, é possível seguir alguns passos. Veja quais são eles:

Analisar as restrições

A primeira atitude a ser tomada por quem quer se tornar mais produtivo é analisar quais fatores podem estar prejudicando o alcance do objetivo. Por exemplo, alguns programadores perdem um tempo excessivo na elaboração do próprio código, ao invés de utilizarem um já existente ou reaproveitá-lo de outro projeto. Ou, ainda, por não utilizarem as ferramentas certas, empregam esforços desnecessários na realização de testes.

Nesse caso, é importante que cada um identifique os pontos fracos da produção e, tendo consciência de quais são eles, trabalhe para contorná-los e ter mais eficiência.

Verificar as parcerias e se são bem aproveitadas

Você já deve ter ouvido um ditado que diz “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Pois ele se aplica muito bem ao desenvolvimento de software. Isso quer dizer que o profissional deve ser capaz de interagir com outras pessoas para, em conjunto, encontrarem as melhores soluções para cada projeto.

Muitas vezes, um desafio que poderia levar horas para ser superado é resolvido de forma rápida por meio do diálogo entre aqueles que conhecem a área e as suas particularidades.

Observar se é produtividade ou apenas ocupação

Muitos profissionais acreditam que, por terem uma longa jornada de trabalho todos os dias, são produtivos. No entanto, isso se trata de um engano. Produtividade significa usar o mínimo de recursos para atingir o máximo de resultados. Nesse sentido, é importante analisar a rotina para descobrir quais empecilhos trazem mera ocupação ao invés de alta performance.

Avaliar as ferramentas usadas no dia a dia

O desenvolvimento de software vem sendo beneficiado com ferramentas tecnológicas que permitem ao profissional ser mais produtivo, na mesma medida em que utiliza toda a criatividade para a entrega de soluções de qualidade.

Um exemplo são os recursos que se utilizam da inteligência artificial e, a partir de mapas mentais, transformam ideias e arquiteturas do software em códigos-fonte, acelerando o desenvolvimento. Com isso, ao deixar de realizar trabalhos repetitivos, o programador pode focar na criatividade, cuidando da eficiência e excelência dos algoritmos.

Clique aqui  e saiba mais sobre Mapas Mentais.

A mensuração e avaliação de qualquer processo é fundamental para que haja melhorias contínuas. Apesar de ser impossível implementar as mesmas métricas para todo o tipo de programação, existem formas de avaliar a produtividade como as citadas no artigo.

Você se utiliza de algumas técnicas para medir a eficácia do trabalho diário? Quais os principais desafios a serem superados para ser mais produtivo? Comente aqui para compartilharmos experiências!

Tags: 
Freelancer
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Clóvis Wichoski

Clóvis Wichoski

CEO Mapperidea
Rolar para cima